Indústria de apostas presta solidariedade ao RS após enchente histórica no estado

RS

Desde a primeira semana de maio de 2024, o Rio Grande do Sul (RS) enfrenta a maior enchente já registrada após 1941. A capital gaúcha e diversas cidades próximas presenciaram o aumento do nível do lago Guaíba a quase seis metros. 

Inúmeros municípios ficaram submersos, e as pessoas foram resgatadas via barcos e jet skis por civis, empresários e famosos. Todos os resgatados, incluindo idosos, crianças e até animais de estimação, foram levados a abrigos temporários. 

Pedro Scooby, um dos principais nomes do surf de ondas gigantes, e Nego Di, humorista e influenciador gaúcho, estiveram na linha de frente, salvando e relatando a realidade dos bairros atingidos. 

Não poderia ter sido diferente: o Brasil se comoveu com a atual situação de Porto Alegre. Toneladas de alimentos, carretas de água e doações de diferentes lugares do país chegaram ao estado.

No entanto, não foram apenas os brasileiros que demonstraram solidariedade aos gaúchos. A notícia da enchente histórica no estado atingiu os noticiários internacionais. 

Durante o 74º Congresso da FIFA, em que anunciaram o Brasil como sede da Copa do Mundo Feminina em 2027, o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ednaldo Rodrigues, disse: “Apesar da euforia neste momento histórico, antes de tudo, gostaria de prestar minha solidariedade a milhões de brasileiros que vivem no Rio Grande do Sul e passam por uma tragédia climática sem precedentes. Toda força ao povo gaúcho”.

BETesporte arrecada mais de 20 toneladas de alimentos para doar ao RS e à Bahia

Na segunda semana de maio, a BETesporte promoveu a 4ª edição do X1 Vaquejada Brasil, na cidade de Serrinha, na Bahia. O movimento contou com a presença de 20 mil pessoas, além das participações do cantor sertanejo Wesley Safadão e do influenciador digital Cristian Bell.

Ao longo do evento, foram arrecadadas mais de 20 toneladas de alimentos, que foram destinados às vítimas das enchentes no RS e às instituições de caridade da Bahia.

“Foi uma edição especial em todos os sentidos. O evento foi produzido com muito carinho e com a certeza de que as pessoas iriam abraçar o projeto e colaborar com as doações”, disse Vinicius Nogueira, CEO da BETesporte.

CAIXA propõe destinar R$ 100 milhões ao RS 

A Caixa Econômica Federal (CEF) propôs ao governo destinar R$ 100 milhões do prêmio da loteria +Milionária para ajudar o RS após o desastre ambiental. 

“Da parte da Caixa está tudo resolvido”, afirmou Carlos Vieira, presidente da autarquia, que espera apenas a autorização do governo federal para efetivar a ação. 

Vieira declarou estar focado nas oportunidades de investimento e de financiamento para a reconstrução do RS, em que bairros inteiros precisarão ser restabelecidos.